Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneta Da Poesia

Caneta Da Poesia

06
Jul17

Guarda só o cristal (2017-03-16)


canetadapoesia

 

 

Vai guardando todas esses tijolos com que a vida te brinda,

junta também os cacos do vidro que ela vai quebrando.

Guarda só o cristal!

No futuro juntarás tudo isso

e com a humildade dos inteligentes

e a sabedoria com que a vida te crivou,

vais conseguir construir o teu castelo.

Guarda só o cristal!

Porque dele necessitarás para fazer dos cacos

a janela cristalina que te projectará no futuro.

Guarda só o cristal!

Porque o resto é passado e com o seu brilho cintilante

te levantarás e a tua vida seguirá com o rumo que lhe deres.

06
Jul17

Tempo (2017-05-31)


canetadapoesia

 

 

Que o tempo passa lento quando o queremos apressado,

ou apressado quando o queremos lento,

é insofismável.

Nada que façam o pode alterar

porque é a vida que assim o comanda,

tão depressa o transforma naquela lentidão exasperante,

como o acelera ofegante,

mas será sempre o tempo que,

apesar do nosso coração,

marca sincopadamente cada hora

e por cada segundo a mais nos prolonga a vida

nos prazeres que a compõem.

04
Jul17

Porque eram jovens (2017-03-06)


canetadapoesia

 

 

Era o primeiro dia e rodopiavam na vida

que de tão jovem ainda se sentia palpitar empolgada.

Por entre risinhos tímidos e palavrinhas ao ouvido,

Entre pequenos encostos do corpo,

toques de mão e olhares cruzados,

se reparava no regurgitar de uma sensualidade a descobrir.

Desses corpos em frémitos de prazeres,

que a proximidade de outros fazia ferver nas águas do desejo,

se soltavam livres as hormonas,

que na sua loucura os haveria de juntar,

porque eram jovens e desejavam-se.

03
Jul17

Acreditar no futuro (2017-06-23)


canetadapoesia

 

 

No futuro…

Acreditar eu acredito tenho até uma fé enorme,

sobretudo na geração que agora,

quer queiram quer não,

está destinada a moldá-lo.

Culpar esta geração, é culpar-nos a nós próprios!

Acaso não nos olhamos nos espelhos da vida?

Se o fizermos, saberemos o que nos espera no futuro,

porque o que ele reflectir é a realidade que encontraremos.

Somos, afinal, nós que moldamos o futuro

por aqueles que nele queremos colocar!

Porque o irão gerir com ou sem nós.

São aqueles que hoje educamos e se falharmos,

nos passos essenciais, se descurarmos a sua educação

e a formação que os guiará no futuro,

não podemos queixar-nos de mais ninguém,

excepto de nós próprios.

Afinal, somos os pais do futuro!

01
Jul17

Duas meninas (2017-06-22)


canetadapoesia

Por mais que tente não consigo,

faltam-me as palavras,
porque sou acometido pela violência
de um sentimento único, indescritível!
Quando chegam, é como se o escuro se iluminasse
e de braços abertos correm na minha direcção,
para que entre eles o coração dispare de ternura,
carinho e um amor que não tem fim.
Duas meninas!
Lindas como a mais bela rosa
e eternamente no meu coração por elas apaixonado.

Pág. 2/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Caneta da Escrita

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub