Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Caneta Da Poesia

Caneta Da Poesia

06
Nov18

A finalizar (2018-09-02)


canetadapoesia

 

 

Fecho as últimas linhas deste caderno

que agora encerro às palavras,

foram tantas e tão seguidas que

certamente continuarão a jorrar livremente

no caderninho que se seguirá.

Assim que seja permitida a continuação

de ditos poéticos ou outros mais

em cadernos infinitos.

Venha a palavra para que formemos frases

e dela saiam textos que nos enalteçam.

05
Nov18

Uma rosa ao longe (2018-08-24)


canetadapoesia

 

 

Ao longe não lhe noto espinhos,

é simplesmente bela como planta

que dá flores lindas de que gostamos

e a que denominamos rosas.

De várias cores e odores tantos,

enchem-nos a alma de gratidão

pela força desta natureza que nos envolve

e nos arrasta para o campo de onde viemos.

Ao pé já lhe sinto os espinhos

no caule duro que suporta a bela flórea

ergue-a a nossos olhos e expande o seu odor

embotando-nos os sentidos

com o eterno e doce sabor das rosas.

04
Nov18

Sete colinas (2018-08-06)


canetadapoesia

 

 

Ligadas entre si por bairrismos exacerbados,

Sete colinas cheias,

De história, de estórias e cultura,

De ruas estreitas e prédios encostados,

Sete colinas cheias,

Da vida que cria cidades

E delas faz Nações!

Sete colinas vazias,

Ou para lá caminham,

Com a destruição do que os uniu,

Os bairros, a história, as estórias e a cultura!

03
Nov18

Quando lhe pego (2018-10-15)


canetadapoesia

 

 

Sinto o peso a aumentar,

dia após dia,

quando lhe pego ao colo

sinto aquele corpinho quente

que junto ao meu peito

me enche de contraditórias emoções.

Olha-me fixamente,

esboça um sorriso a que correspondo,

seguro-lhe as mãozinhas e,

com elas acaricio a minha barba,

encolhe-se arrepiada e esboça um beicinho a tremer,

chora não sei porquê!

Emociono-me de novo,

mais um bocadinho só

e choraremos os dois juntos!

02
Nov18

Para engrandecer (2018-10-01)


canetadapoesia

 

 

Serve o momento para pensar,

serve também para sentir,

mais serve para engrandecer

as pequenas coisas a que vulgarmente

não damos atenção ou sequer importância.

Serve o momento para pensar

e nesses pensamentos recordar

tudo o que quase já não recordávamos.

Revivemos os pequenos e bons momentos,

sempre que nos pomos a pensar.

Serve o momento para pensar,

mas também para sentir que,

enquanto à vida,

a esperança sempre nos acompanhará

mesmo quando não dedicamos

parte do nosso tempo,

a pensar e reflectir sobre a vida

e as coisas que dela fazem parte.

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Caneta da Escrita

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub